Salário Maternidade Rural: Quem tem Direito, Parcelas, Consulta

Todas as mães que trabalham e moram em área rural, e estejam em período de parto, adoção, ou aborto legal, poderão ter acesso ao benefício chamado Salário Maternidade Rural. Assim sendo, o pagamento é feito em parcelas mensais, de acordo com a modalidade de trabalho ou caso da mulher, e é muito importante para que os indivíduos consigam manter sua qualidade básica de vida, durante o período em que não pode trabalhar.

Veja, na sequência deste artigo, tudo o que você precisa saber sobre o benefício, assim como: quem tem direito, todas as formas de consultar o auxílio, requisitos e número de parcelas em cada situação. Continue lendo, para mais informações!

Salário Maternidade Rural

Salário Maternidade Rural

Salário Maternidade Rural

O salário maternidade rural é um benefício pago à mulheres gravidas e que moram na região rural, em qualquer estado brasileiro. Assim sendo, quando as mesmas precisam se ausentar de suas funções trabalhistas em área rural será possível receber um valor da tabela do INSS que auxilie o indivíduo para arcar com as dívidas básicas durante todo esse período.

O valor pago corresponde à 120 dias e faz com que os trabalhadores consigam, acima de tudo se organizar, com a chegada do novo membro da família. Entretanto, a mulher só receberá o salário maternidade se cumprir alguns requisitos básicos. Saiba mais no decorrer deste texto!

Quem tem direito?

O principal divisor para quem quer acessar o benefício é o número de meses carência, ou seja, a quantia de meses seguidos que o indivíduo trabalhou e, consequentemente, contribuiu com o INSS. Veja todos os casos, na listagem abaixo:

  • Contribuinte individual, facultativo ou segurado especial: 10 meses seguidos;
  • Empregado doméstico e trabalhador avulso: isento de qualquer tipo de carência;
  • Desempregados: carência de pelo menos 10 meses trabalhados, a não ser que o mesmo já esteja recebendo algum outro benefício do INSS.

Quantas Parcelas?

O número de parcelas e o tempo de benefício será diretamente relacionado com o motivo central da necessidade do benefício, assim como:

  • Para parto comum: 120 dias de benefício (4 parcelas);
  • Para adoções, independentemente da idade do indivíduo: 120 dias (4 parcelas)
  • Em caso de natimorto 120 dias (4 parcelas);
  • Em casos de aborto espontâneo, nas situações previstas pela legislação brasileira: 14 dias (1 parcela).

Consulta Salário Maternidade Rural

A consulta pode ser feita de três maneiras, pelo site, telefone ou aplicativo. Veja:

Pelo site:

  • Acesse o site: meu.inss.gov.br;
  • Faça o login utilizando o número de CPF e cadastre uma senha válida;
  • Posteriormente, clique na opção “Salário Maternidade Rural”, e na sequência em “Consulta”;
  • Por fim, serão apresentadas todas informações referentes ao seu pedido, além das informações sobre as parcelas.

Pelo aplicativo;

  • Baixe e instale o aplicativo “Meu INSS” (Disponível para download na Apple Store e Google Play Store);
  • Abra o aplicativo e faça um login na plataforma, com CPF e senha;
  • Dentro da plataforma, confira todas as informações de sua conta, bem como as parcelas recebidas e as que ainda serão pagas.

Por telefone:

  • Faça uma ligação para o número 135;
  • Informe seus dados pessoais, e o que mais for exigido pelo atendente;
  • E pronto, serão informados todos os dados sobre o andamento de seu auxílio.

Valor Salário Maternidade Rural

O valor do auxílio maternidade rural é de um salário mínimo, no valor atualizado referente ao ano da solicitação. Portanto até o final deste ano a mulher que exerce funções trabalhistas rurais receberá parcelas no valor de R$1.045,00 (salário mínimo 2021) e, e a partir de fevereiro de 2021, todas as mulheres que solicitarem e tiverem o pedido aceito receberão o valor com o reajusto para o próximo ano no valor de R$1.088,00 durante 4 meses.

Entretanto, para trabalhadores facultativos, que contribuem com um valor maior mensalmente com o INSS, o benefício também será proporcionalmente maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *