Cálculo de Férias 2021

Cálculo de Férias 2021 – A férias trabalhista nada mais é que um benefício e direito de todo trabalhador sobre a o regime da Consolidação das Leis do Trabalho. Segundo a mesma, todo empregado tem direito a um período de férias, para descanso, sem nenhum decréscimo na remuneração. Tal período equivale a 30 dias corridos, caso o funcionário esteja em atividade por um ano inteiro. Muitas empresas, entretanto, costumam distribuir duas férias por ano a seus empregados.

Uma após os primeiros seis meses, de 15 dias, e outra após mais seis meses, também com esta duração. Pensando assim, separamos neste artigo algumas informações sobre como fazer o seu cálculo de férias.

Cálculo de férias

O cálculo de férias é um procedimento matemático feito para proteger o trabalhador. Protegê-lo de não receber seu benefício, e de ainda ficar sem receber seu salário em seu descanso.

Vale a pena lembrar que as férias trabalhistas estão previstas em lei, pelo regime da CLT. Então, as empresas são obrigadas a liberarem seus funcionários para as férias. E mais, principalmente, a realizar o pagamento proporcional à mesma.

Para mais detalhes sobre o cálculo trabalhista, veja também nossa matéria sobre o cálculo de rescisão 2021, que ensina a calcular os valores devidos em caso de demissão do trabalhador.

Simulador de férias

Existem diversos simuladores online, pela internet, que fazem o cálculo de férias. Na verdade, não há uma única opção exclusiva para você. Mas, a que mais recomendamos com certeza é a conta feita pelo site Calculador.

Até porque, o mesmo não costuma fugir muito da equação. Nele, você terá que preencher alguns dados, primeiramente. Estes são salário bruto, número de dependentes, valor médio da hora extra e dias de férias. Posteriormente, se vai fazer o abono pecuniário, ou seja, vender suas férias, e se pretende adiar também o décimo terceiro.

Como calcular férias

No caso de férias padrões, o cálculo de férias é feito por um modo muito simples. Conforme a legislação, basta somar o salário com 1/3 da remuneração. Esse valor é conhecido como abono pecuniário. Isso acrescido de valores de benefícios que possam complementar o valor salarial.

Ou seja, horas extras e adicionais noturnos. Vamos supor que você receba R$ 2.000,00 por mês. Então, a conta vai ser 2.000 / 3 = R$ 666,66.

Agora, adicione este valor ao seu salário em um 2.000 + 666,66 = R$ 2.666,66. Não se esqueça de retirar os 9% de desconto do INSS. Ou seja, sua remuneração de férias será em torno de R$ 2.426,66.

Férias proporcionais

Agora no caso do cálculo de férias proporcionais, o pensamento ainda é feito com base no padrão. Entretanto, com os dias em que o funcionário estará de férias, e pela média salarial diária dele. Ainda no caso dos R$ 2.000,00 por mês, em 30 dias, significa que você recebe R$ 66,66 diariamente.

Agora, multiplique estes 66,66 x 20, supondo que 20 seja o número de dias de férias que você tirará. Isso dá R$ 1.333,33. Agora, some mais 1/3 deste valor, e você terá R$ 1.777,77. Basta agora descontar os 9% do INSS.

Cálculo de férias vencidas

O cálculo de férias vencidas funciona de maneira diferente. Isso porque, por lei, uma empresa tem mais 12 meses para estabelecer uma data de férias para o funcionário, após os 12 meses trabalhado.

Ou seja, se em outubro de 2020 você atingiu 12 meses de trabalho, a companhia terá até outubro de 2021 para te designar um período. E disso, você teria mais outro período de férias acumulado, certo? Caso a empresa ultrapasse estes 24 meses limite, ela terá que lhe pagar férias em dobro. Simples assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *